Introdução Alimentar de um Bebê com Fissura Lábio Palatal – Papinhas Salgadas – Nossa História

Na introdução das papinhas salgadas, o processo foi mais fácil ainda. Clarinha amou conhecer novos sabores!!!

Por vezes, ficava difícil de dar a comidinha para ela, pois ela era muito rápida para comer. O controle para não sair alimentos pelo narizinho já estava excelente, pois ela já havia se adaptado com a papinha doce e as novas texturas alimentares. Quando saia algum pouquinho de papinha pelo narizinho, fazia a parada e limpeza bem rapidamente.

Dia após dia, fui percebendo que se ensinássemos ela se alimentar com tranquilidade, não teríamos dificuldades. Iniciamos com texturas mais sólidas, pedacinhos de alimentos, até chegarmos aos alimentos inteiros. Sempre eu, ou alguém de minha confiança acompanhava de perto a alimentação dela. A cada novidade, mais uma conquista. Por vezes nem dava para acreditar que minha pequena tinha o palato fendido até a úvula.  Clarinha se alimentava de forma tranquila, sem engasgos e retornos, comia de tudo e por vezes percebia que estava à frente de crianças de sua idade que não tinham palato fendido.

É importante ressaltar que sempre estimulava minha pequena mostrando que ela era capaz e ensinando como fazer. Exemplo: Nunca piquei a uva para ela comer. Comprava a uva sem sementes e sentava com ela para comermos juntas. Ensinava ela a estourar a uvinha na boca e mastigar. O ato de comer era lúdico e saboroso!

Acredito tanto por experiência na vivência, quanto por estudos na psicologia, que quanto mais seguros e preparados estivermos para acompanhar o desenvolvimento de nossos filhos, mais assertivos e felizes seremos todos.

Pais emocionalmente estáveis, criam filhos seguros de si.

 

Comentários

Faça login no Facebook para comentar.